Poesia... pausa...


Quarto Crescente

Esse olhar de mel
Os teus seios
O teu ventre de delicias
Mergulho em ti e renasço

Houvesse na vida amor
E tu serias esse amor
Indizível, discreto apaixonado
Seriámos amantes eternos

E na cama de loucuras
Segredo-te amáveis palavras
Verdades nossas, incontáveis aventuras
Somos aquilo que queremos

O sol e a chuva
A noite e o dia
A brisa e o calor
Uma unidade maior - o nosso amor!

Soubesses ser-te, sendo-me
Seríamos tudo, desapegados
Perfeitos e livres
Pacíficos e apaixonados

Moléculas de amor!

Quando os dias
voltarem a ser dias
e nós Um, aí as loucuras
Voltarão e tudo fará sentido!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

olhar