sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Caos

É uma liberdade que me magoa
uma viela suja
amantes perversos,
casas com cores febris

No meio a alegria
Crianças e tigres juntos
numa algazarra néscia
As hienas sonolentas observam

Somos jovens eternos
sem cuidados ou objecções
a vida basta-se
Somos Um... lânguidos e felizes

Há momentos em que as moléculas de amor
São inebriantes...

Caos pleno... liberdade pujante...

Nós...

Os Convencidos da Vida

Muito para lá do futebol, uma coisa entranhada no sangue, nos ossos, nos músculos daqueles que sabem que são melhores!, o caldo de ironia qu...