Postagens

Mostrando postagens de 2015

olhar

nesta sinfonia perdida de amores
por ti, pelos teus beijos e carícias
descubro o que é a vida por ti
sem fome nem sede des sedento-me olhando-te
nua perfumada
de olhos suaves e doces

o êxtase és tu, bastas-me

sou (outra espécie de) deus

amargas as palavras e os pensamentos
que estás em mim
corrompes o meu ser, destróis os sonhos
fazes-me os dias iguais às noites escuras

vencer ou esquecer-te, vencer-te não posso
esquecer-te fazes parte de mim

vou fingir por momentos
que não me estás

quando amar serei eu
quando acordar serás tu ensonado em mim

que te mantenhas sonolento
durante o dia
e terei noites serenas

que te vás na noite com o medo

que amor eu sou