vermelho vida



a noventa minutos de mim

corações apressados, mãos frias
sento-me levanto-me
olho em volta silêncio
gritos palmas, urros
vozes vidas amargas, corações alegres

essa glória que não é minha
o golo

o sonho tem tantos nomes
corações e vidas do mundo

Vencemos hoje, se ontem perdemos
hoje ficamos mergulhados
em abraços
de desconhecidos

a vida é assim
um jogo de futebol
uma época inteira que chega ao fim

este verão é sonho outra vez

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

olhar