a vida toda...


uma sala vazia, o ruído lá dentro, cá fora,...
estamos sós,
vencemo-nos, são derrotas, as minhas e as tuas, somos
uns dos outros e não sabemos
perdidos nos dias iguais nas derrotas deles

venço-me neste silêncio que se segue, sete vezes até daqui a 4
neste número sou livre, somos todos

aqui estão os dias todos

tu e eu e as longas noites de prazer, uma vida se música poesia silêncio

não temos donos, estão esquecidos

todos os nossos momentos são de unidade e alegria
amargas esperanças, inúteis

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

olhar