olhar

nesta sinfonia perdida de amores
por ti, pelos teus beijos e carícias
descubro o que é a vida por ti
sem fome nem sede des sedento-me olhando-te
nua perfumada
de olhos suaves e doces

o êxtase és tu, bastas-me

Comentários

  1. bonitas palavras, é bom quando o outro nos basta nos completa.

    ResponderExcluir
  2. moléculas de amor gosto imenso dos seus poemas e gostava que escrevesse algo para o meu blog se quisesse. Se me puder dar um email de contacto

    ResponderExcluir

Postar um comentário